Homepage

A.R.D. Macieira 2 - Sporting Clube da Cruz 5

Ludgero Costa
16 de abril de 2012

 

         No dia 14 de Abril de 2012, tivemos uma difícil deslocação a Lousada, Macieira, terra onde contra todas as adversidades, deixamos mais uma vez marcados as cores do nosso emblema e a nossa vontade de ganhar.

         Depois de uma viagem cansativa de quase uma hora e 30 minutos, por entre serras e lugarejos, para poupar uns cobres nas portagens, chegamos a tempo e horas a Macieira para discutir o jogo com a equipa da casa.

         Para as nossas cores o jogo não podia ter começado da melhor maneira pois logo aos 36 segundos já o marcador se tinha alterado pondo-nos em vantagem, tendo sido o Pedro Costa “Pinto” a ter o prazer de obrigar o guarda-redes do Macieira a ir buscar a bola dentro da sua baliza pela primeira vez.

         Poucos minutos passados, exatamente quatro, e o Orlando Amaral ganha uma bola no meio campo, depois de rodopiar para a área do Macieira, arrancou pela linha, entra na grande área e perguntou ao guarda-redes para que lado queria a bola, fazendo um remate cruzado, ampliou o resultado.

         Era uma tarde fria e com vento muito forte que mudava constantemente de direção, mas a bola parecia só ter uma direção, a baliza do Macieira e aos 14 minutos o Bruno Sousa numa jogada de insistência na área, obrigou o árbitro a assinalar a marca de penalti, numa joga onde o Bruno é ceifado pelas mão do guarda-redes adversário, dessa falta surgiu o 3 a 0 marcado pelo mesmo Bruno Sousa, que com a classe que lhe é conhecida mandou o redes para um lado e a bola para o outro.

         Ainda faltava muito tempo para o intervalo, com o Cruz a ganhar por três golos de diferença eis que, imbuído do espirito pascal, começou a surgiu em campo três reforços inesperados do A.R.D. Macieira, só que estes equipavam de “laranja”.

         Primeiramente, começaram a fazer-se notar na amostragem de cartões amarelos, mas o jogo estava mais que controlado.

         Aos 31 minutos, num livre exemplarmente marcado pelo Macieira e aproveitando a baixa estatura do nosso guarda-redes “Raul”, o Cruz sofreu o primeiro golo, colocando o marcador em 1-3, resultado com que fomos para intervalo. 

         Com duas substituições e algumas mexidas na equipa o Macieira entrou a todo o gás, tentando reduzir a diferença no resultado, e entre jogadas em claro fora de jogo, faltas inexistentes ou marcadas ao contrário o Macieira fez o segundo golo numa jogada caricata, onde o João Mendonça não ouvindo o guarda-redes Miguel Carvalho que se preparava para bloquear a bola, aliviou a redondinha de uma maneira tal, que a mesma sofrendo a influência do vento forte, em vez de ir para a frente veio para traz, tendo embatido na base do poste direito da baliza, com toda a defesa parada á procura da bola surgiu um jogador do Macieira a fazer o segundo da equipa.

         Novamente aos 54 minutos de jogo, o Bruno Sousa marcou o quarto golo na transformação de mais uma grande penalidade, de referir que neste jogo o “Bruninho” construiu jogada maravilhosas, fez o que querias dos seus marcadores diretos, arrancando faltas que nenhuma equipa de arbitragem por mais parcial que fosse deixaria de marcar.

         Aos 60 minutos de jogo é assinalada, para grande espanto de todos os presentes no campo, uma grande penalidade contra o Cruz, numa jogada onde o João Mendonça é empurrado para cima do guarda-redes, acabando por chocarem os dois dentro da área, tendo mesmo necessidade de serem assistidos, com a bola fora das quatro linhas e nenhum dos jogadores a compreender muito bem o que se tinha passado o arbitro assistente chamou o arbitro principal e mandou castigar o Cruz com um pontapé da marca de grande penalidade. Aqui brilhou novamente o Miguel Carvalho, que soube esperar pelo remate para se mandar para o lado esquerdo da baliza defendendo e mandando a bola pela linha de fundo.

         O relógio corria lentamente, e os cartões amarelos eram semeados sem dó nem piedade pelos jogadores do Cruz, os nossos miúdos a sofrerem faltas que faziam arrepiar quem assistia nas bancadas, tendo o jogo por varias vezes sido interrompido para assistir os nossos jogadores, aos 75 minutos o Bruno Sousa marcou mais um livre a meio do meio campo adversário e na recarga o Huguinho fechou a contagem elevando o placar para 5 a 2 a nosso favor.

         Continuava a faltar muito tempo para terminar o jogo, tempo esse que foi aproveitado para mostrar mais cartões amarelos, um dos quais retira o Hugo Pinho (duplo amarelo) do próximo jogo contra o Canelas 2010, e foi ainda aproveitado esse tempo para fazer brilhar ainda mais o nosso guarda-redes Miguel, pois lembrava-se quem mandava no jogo de inventar livres à entrada da grande área só para por a nossa defesa á prova.

         Resumindo, mais uma vitória conquistada com muito sacrifício e só possível com todo espirito de luta e de união que os nossos miúdos tem demonstrado possuir nos últimos tempos.

         A vida não pára e o campeonato também não, por isso no próximo domingo teremos um jogo muito difícil contra o segundo classificado o Canelas 2010 e em caso de vitória, estaremos lançados para terminar esta ultima fase do campeonato no primeiro lugar, para que isso aconteça precisamos de todos a apoiar a equipa no Campo do Outeiro á 9 horas da manha, porque todos juntos somos mais fortes.

 Força Cruz

Adicionar comentário


Receber novidades