Homepage

S. C. Coimbrões 3 – S. C. da Cruz 0

Ludgero Costa
13 de novembro de 2012

Haraquíri …

Como é que se perde um jogo em 14 minutos, quando mostrávamos em campo não sermos inferiores ao nosso adversário?

Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, são dois os significados da palavra japonesa “haraquíri”, passo a citar:

1.    Forma de suicídio de honra praticado pelos Japoneses…

2.    No sentido figurado é a ação voluntária ou irrefletida através da qual alguém se prejudica gravemente

         Eu passo a explicar, a nossa equipa entrou muito bem no jogo com os primeiros vinte minutos com oportunidades divididas em ambas as balizas, atrevo-me até a dizer que tivemos as melhores oportunidades neste período do jogo, mas depois aconteceu o golo do Coimbrões numa jogada confusa onde a bola bate no porte da baliza do Tiago Lourenço e sinceramente não sei avaliar a jogada pois estou longe da baliza, mas dá-me a impressão que o nosso guarda-redes tirou a bola quando ela já tinha transposto a linha de golo.

         Até aqui nada de extraordinário, continuávamos a acreditar que tudo era possível pois o jogo estava dividido, mas um minuto depois começou no sentido figurado a cerimónia de “Haraquiri” da nossa equipa, num pontapé de canto, “mais uma vez”, a defesa ficou completamente parada e sem dificuldades e contra todas as nossas expectativas o Coimbrões fez o segundo golo.  

         O resultado aos 25 minutos de jogo era completamente injusto, mas como não morremos do primeiro golpe que auto infligimos resolvemos acabar com o jogo e num erro que não é perdoável nem nas equipas de infantis, num atraso infantil para o guarda-redes e numa muito má abordagem do lance pelo Tiago Lourenço que estava apertado e deveria ter aliviado a bola logo de primeira, o Coimbrões sem saber ler nem escrever estava a ganhar por três golos de diferença.

         Fomos para o intervalo feridos de morte, quando reatamos a partida, apareceu a verdadeira equipa do Cruz, o Coimbrões foi completamente dominado pela nossa equipa e como estava com o resultado feito limitou-se a defender de todas as formas que podia, não devo estar errado se disser que em quarenta minutos chegaram sem perigo á nossa área umas cinco vezes.

         Mas embora tenhamos tentado chegar ao golo, estávamos muito feridos e o tempo ia-se esgotando, no fim o Coimbrões agradeceu as facilidades que lhes demos para ganharem o jogo, estou convencido que se tivesse-mos entrado na segunda parte com um nulo no marcador ou mesmo a perder pela diferença mínima o jogo teria sido completamente diferente.

         Numa segunda parte de alto nível tivemos jogadores que encheram completamente o campo do Coimbrões, com é o caso do “Xixa”, “Eu”, “BR”, Bruno Teixeira, Ivo, Pedro, Huguinho, sem querer melindrar ninguém pois no conjunto todos estiveram bem na segunda parte, mas estes foram os que deram mais nas vistas, espero que no próximo domingo eles estejam tão disponíveis para o jogo como estiveram nesta segunda parte no jogo do último sábado.   

         O nosso próximo jogo será contra o Desportivo de Portugal que ocupa neste momento o 6º lugar na tabela classificativa, espero que comecemos a pontuar pois o lugar que ocupamos neste momento não espelha a qualidade da nossa equipa, mas para isso é necessário deixar de cometer erros imperdoáveis e passar a estar concentrado no jogo durante todo o tempo em que estivermos em campo. A minha opinião pode ser suspeita, mas perdoem-me os leitores, nos jogos que disputamos até este momento, só o Senhora da Hora mostrou ter uma equipa superior á nossa, em todos os outros jogos perdemos porque cometemos erros desnecessários, erros de palmatória que não se perdoam numa equipa de juvenis, os erros que cometemos podem acontecer nos escalões de infantis e até são perdoáveis no primeiro ano de iniciados, mas em juvenis já não se podem cometer, e só tem acontecido porque há atletas que não estão concentrados durante todo o tempo de jogo, e não ouvem com toda a atenção as indicações que lhes são dadas no balneário antes dos jogos e depois sofremos golos impensáveis por falta de atenção, quando se chega ao escalão de juvenil já pouco há para aprender no futebol, é o tempo de aperfeiçoar o que se aprendeu até aqui, é o tempo de melhorar a técnica que cada jogador tem, é o tempo de se ajustarem no espaço que lhe está dedicado no terreno de jogo, é quando se manifesta na maior parte dos atletas as suas maiores virtudes e defeitos, mas também é o pior escalão para dirigir, pois é quando a vaidade se manifesta na maioria dos jogadores e acham que já sabem tudo.

         Estou convencido que os bons resultados vão começar a aparecer e espero que seja já no próximo domingo conta o Desportivo, o jogo começará ás 9 da manhã e todos são bem vindos para nos apoiar e ajudar a dar um pontapé nesta fase de maus resultados e iniciarmos a merecida subida na tabela classificativa.

         Uma última palavra para os atletas que não ressalvo nesta cronica, não desanimem, espero na próxima semana estar a encher esta página com elogios a vocês, pois todos vocês sabem que estamos sempre presentes e atentos.     

Força Cruz


Receber novidades